quarta-feira, 27 de abril de 2011

Em busca de uma cerveja mineira, sô!

A Associação de Cervejeiros Artesanais realiza dia 30 de Abril a divulgação dos vencedores do "Concurso AcervA Mineira de Cervejas Artesanais". Os estilos foram extra special bitter e o livre. A novidade é que, nessa última categoria, as cervejas devem buscar alguma relação com a cultura ou culinária das minas gerais em seus ingredientes. O objetivo é realmente começar a criar a "escola mineira de cervejas especiais" com características próprias. Tropeiro, tutu, orapornóbis, feijoada, goiabada cascão, pão de queijo... o que será que colocaram nessas brejas?
Bem, se você quizer conferir de perto a festa de premiação e degustar as cervejas artesanais mineiras e petiscos na ficha, é só correr e, é claro, adiquir um ingresso que lhe dará direito a uma tarde especial na cervejaria Kud Bier no Jardim Canadá, Nova Lima. Os ingressos estarão à venda somente hoje e amanhã (27 e 28), no Frei Tuck (veja o endereço no quadro ao lado). Até lá!

terça-feira, 26 de abril de 2011

"Cerveja Vinil" present the Blues in 33 rpm


A cerveja artesanal da noite será a bohemian pilsner: a "Vinil 33 rpm". É a primeira produção desse estilo que estamos preparando para o concurso nacional de cervejas artesanais que ocorrerá em Florianópolis, SC, no final do mês de Junho.


domingo, 17 de abril de 2011

Nota: Bento Bier em apuros!

Devido a um acidente ocorrido ontem na cervejaria Bento Bier durante procedimento de assepsia do fermentador principal, o mestre cervejeiro J. Bento se embolou com um balde e sua coluna se deu mal. Com isso, a cerveja que seria produzida exclusivamente para o Clube do Lp do dia 28 desse mês não será feita, pois o enfermo encontra-se acamado, mas em plena recuperação em sua residência. O último boletim de sua esposa é bem animador.
Desta maneira, o tema "Rockabilly" fica adiado até segunda ordem. Uma minuta será publicada aqui nesse blog assim que um novo tema musical for escolhido. Em respeito à dor daquele, não iremos convidar outro home-brewer para substituí-lo.
Por enquanto, nos resta ficar na expectativa pela convalescência do cervejeiro e para que, num futuro próximo, ele nos presenteie com outras puro-malte. Melhoras, José!

Fotos da 14ª ed. Cultura na Calçada

 Chope Artesanal Vinil: Tropicália (trigo) e Baba O'Riley (esb).

 Av. Brasil antes de ser fechada para circulação dos carros e ser tomada pela moçada!

 Clube do Lp.
 Som de altíssima qualidade.
 Mutantes à Seco na Banca Totaro.
Péricles Garcia.









Parabéns ao Jeová e à Simone Guimarães pelo evento! Até o próximo.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

120 litros de Extra Special Bitter

Quem viu o filme "Quadrophenia" da banda inglesa "The Who" vai achar essa foto bem apropriada para ilustrar a cerveja ESB da Vinil: Baba O'Riley. Vencedora do BH Home Beer de 2009 no mesmo dia em que acontecia a última edição do Cultura na Calçada (29 de Agosto), esta cerveja vem para a 14ª edição do evento em preciosos 120 litros de chope. Talvez pouca quantidade para compor um sábado de muita música de boa qualidade.
A foto acima foi feita em Torres, RS, Brasil. Nossos dois protagonistas estavam numa pescaria sobre uma rocha de uns 13 metros de altura a beira mar. Pescaria em alto nível! Acho que só faltava a eles uma garrafa de Baba O'Riley pra completar!
Cultura na Calçada: sábado, 16/04, a partir das 11:00h - Clube do Lp, dez bandas e uma banca de revistas. Agite-se!

Obs.: No site do Brejas, a Vinil Baba O'Riley (antigamente chamada de "Rock Baba O'Riley") continua orgulhosamente como a cerveja mais bem avaliada no estilo ESB pelos dos usuários do site. E seguida de perto por mais uma das Minas Gerais, a Vilã. Bacana! Clique aqui e veja a lista completa

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Revista Maxim faz teste cego de cervejas!

Confira o teste da revista Maxim para cervejas brasileiras, incluindo as artesanais. Clique no link abaixo e confira em 11 páginas as premiadas em cada estilo: Weiss, Pilsen, Red Ale, cervejas comerciais, Porter, Dunkel, Pale Ale, IPA, Rauchbier, Stout e cervejas sem concorrência.

domingo, 10 de abril de 2011

Wals Brut



Roberto Fonseca - O Estado de S.Paulo - 07 de Abril de 2011


Foi de uma aposta entre irmãos que nasceu a Wäls Brut, cerveja produzida em Belo Horizonte inspirada nas belgas biére de brut, cuja representante mais conhecida é a Deus. O estilo, porém, tem outras produções disponíveis no Brasil, como a também belga Malheur e a catarinense Eisenbahn Lust. E foi justamente quando José Felipe e Tiago Carneiro degustavam uma delas, há cerca de um ano e meio, que surgiu o desafio.
"Depois de um tempo provando a cerveja, meu irmão disse: "Realmente uma delícia, pena que você não seja capaz de produzi-la", conta José Felipe. "Respondi que eu, sozinho, não faria uma igual, mas nós todos na Wäls, sim. Mas quase desisti ao imaginar que teria de mandar nossa cerveja a uma vinícola para a fase de champenoise. O produtor mais próximo fica no sul de Minas e não usa o método."
Os irmãos decidiram, então, fazer na cervejaria todo o processo emprestado da Champagne, a rémuage (ato de girar a garrafa quando ela está inclinada com o pescoço para baixo) por 45 dias e o dégorgement (retirada do fermento) manual. A receita tem como base outra cerveja da marca, a Wäls Tripel, também de inspiração belga e com notas cítricas destacadas. Ela recebeu levedura de champanhe e um terceiro processo de fermentação, que elevou o teor alcoólico a 11%.
Dourado-escura e translúcida, tem espuma, branca, com média formação - poderia ser mais abundante para ficar próxima do padrão do estilo. Deve ser servida em taças do tipo flûte.
No aroma, sente-se a ação da levedura de champanhe, além de notas de malte adocicadas e de delicada lupulagem. Os mesmos elementos se repetem na boca, com final seco moderado e residual adocicado. É justamente neste último ponto que a Wäls Brut poderia ter um ajuste fino, tornando-se mais seca e evidenciando mais seus outros elementos. Mas é uma boa versão de um estilo complexo de cerveja. É vendida em garrafas de 750 ml arrolhadas a R$ 120, em média. Informações pelo site www.wals.com.br.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Cultura na Calçada 2011

Tudo pronto para a 14ª edição do Cultura na Calçada. No dia 16 de Abril, sábado, a partir das 11:00h na av. Brasil, nº 458, dez bandas se revesarão dentro da banca de revistas Totaro. Na lista, covers de Beatles, U2, Mutantes e Secos & Molhados, o blues de "Black & Blue", bandas autorais como "Rock Nova", "Paz-me", "Péricles Garcia" e "Low-Fi", e, da viola caipira de "Renato Caetano", até Beatles vai sair. A lista completa, com breve histórico e vídeos de cada uma delas, você encontra clicando aqui. e a ordem das apresentações está logo abaixo. Nos intervalos entre as bandas, o Clube do Lp manterá o clima musical com suas pick-ups.
Boa música e bons amigos reunidos numa tarde de sábado. Que tal um chope artesanal? A cervejaria Vinil também estará presente com dois tipos de chope puro malte: Tropicália (cerveja de trigo) e BabaO´Riley (cerveja extra special bitter - esb). Mas lembre-se, se for beber, volte de táxi.
Então está combinado, agende e prepare-se para curtir um sábado musical ao ar livre no Cultura da Calçada.

01º) 11 horas - RENATO CAETANO & BANDA
02º) 12 horas - BEATRIZ MIRRHA - Contadora de histórias
03º) 13 horas - MUTANTES À SECO
04º) 14 horas - [PAZ-ME]
05º) 15 horas - U2 COVER MG
06º) 16 horas - PÉRICLES GARCIA
07º) 17 horas - 3 OF US
08º) 18 horas - LOW-FI
09º) 19 horas - ROCKABILLIES
10º) 20 horas - ROCKNOVA
11º) 21 horas - BLACK AND BLUE