terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Os 10 discos de vinil mais vendidos em 2010


Ainda com pouca representatividade e em números pequenos na indústria fonográfica, os LPs vem ganhando espaços nas mãos dos colecionadores. Mesmo em formato vinil, os álbuns vem sendo adquiridos em boas proporções e os rankings dos produtos vem crescendo. Segundo dados do site Flavorwire, o disco mais vendido em 2010 foi "Abbey Road", dos Beatles, atingindo a marca de 35 mil cópias.

Na sequência, "The Suburbs", do Arcade Fire, eleito um dos melhores lançamentos do ano, ficou em segundo lugar, com 18.800. Black Keys, Vampire Weekend e Michael Jackson também encabeçam os cincos mais requisitados.

Confira os 10 LPs mais vendidos e quantos foram adquiridos:

1. The Beatles, "Abbey Road" - 35.000
2. Arcade Fire, "The Suburbs" - 18.800
3. The Black Keys, "Brothers" - 18.400
4. Vampire Weekend, "Contra" - 15.000
5. Michael Jackson, "Thriller" - 14.200
6. The National, "High Violet" - 13.600
7. Beach House, Teen Dream" - 13.000
8. Jimi Hendrix Experience, "Valleys of Neptune" - 11.400
9. Pink Floyd, "Dark Side of the Moon" - 10.600
10. The xx, "The xx" - 10.200


Da redação do site KBOING, por Amanda Ramalho

E completando a informação, o blog Van do Halen escreveu: "O formato teve o maior crescimento percentual entre as mídias utilizadas para promover a música, com um acréscimo de 14% no total de vendas em relação à 2009 - só para vocês terem uma ideia, as vendas gerais de discos em 2010 caíram 13% comparadas às de 2009.

No total, foram vendidos 2,8 milhões de discos de vinil em todo o mundo no ano passado, o que mostra a solidificação de uma tendência: quem ainda compra álbuns originais hoje em dia, uma parcela de público formada predominantemente por colecionadores, quer um produto diferenciado, e as luxuosas edições em vinil, tanto de álbuns clássicos quanto de novos lançamentos, caíram no gosto da galera. Esse é o novo recorde de vendasde LPs desde 1991, quando os bolaçhões foram dados como extintos com a popularização dos CDs."

Por Ricardo Seelig

Agora é pra valer!


Adiada desde setembro do ano passado (veja postagem anterior), a 14º edição do Cultura na Calçada foi agendada para sábado dia 16 de Abril. O Clube do LP participará mais uma vez desse maravilhoso projeto cultural que acontece na Av. Brasil ao ar livre. Dentre outras atrações, bandas se revesarão dentro de uma banca de revistas e o CLP não deixará o astral cair no intervalo entre elas. Confira as atrações já confirmadas aqui. Em breve, mais notícias.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Confece 2011: esse ano teremos de "fazer o quatro" antes de ir embora!

O Clube do Lp e a Cerveja Artesanal Vinil têm a honra de participar mais uma vez de uma das mais belas festas  voltadas à cultura cervejeira. Comemorando seus quatro anos de fundação, a Confraria Feminina de Cerveja - CONFECE - está nos preparativos para mais uma confratenização de aniversário. Coincidência ou não, com tanta cerveja boa pra tomar, muitos terão dificuldades de imitar a logomarca das meninas. Não perca esse evento. Entre em contato com elas e garanta seu convite. Em breve, mais detalhes.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Cerveja em quantidade moderada pode fazer bem, diz estudo

Espanhóis dizem que a bebida combinada a uma dieta mediterrânea pode proteger o sistema cardiovascular
por Redação Galileu
Cerveja em pequena quantidade combinada a uma alimentação rica em vegetais pode diminuir risco de pressão alta // Shutterstock

Tomar cerveja em quantidades moderadas pode fazerm bem para a saúde, segundo estudo apresentado no Colégio Oficial de Médicos de Astúrias. De acordo com a pesquisa, a bebida pode diminuir riscos de diabetes, pressão alta e até ajudar a perder peso. A famosa barriga de chope, no entanto, continua sendo ruim para a sua saúde. Os pesquisadores alertam que pequenas doses de cerveja teriam que ser combinadas à uma dieta mediterrânea e exercícios físicos.
Os pesquisadores Ramon Estruch e Rosa Lamuela testaram 1.249 homens e mulheres com mais de 57 anos, quando o risco de doença cardiovascular é maior. Eles descobriram que aqueles que acompanhavam uma refeição no estilo mediterrâneo com até meio litro de cerveja mantinham o peso, e, em alguns casos, chegaram a perder medidas.
Os médicos acreditam que a cerveja tenha o mesmo efeito do vinho tinto em quantidades moderadas. As bebidas fermentadas manteriam algumas propriedades dos cereais com os quais foram produzidas e a cerveja contém ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio, que têm efeito protetor do sistema cardiovascular. Além disso, contém menos álcool se comparada a outras bebidas.
De acordo com o estudo, mulheres deveriam beber até dois copos pequenos de cerveja por dia, enquanto homens poderiam ingerir três. Mas os benefícios encontrados pelos pesquisadores só acompanham as pessoas que têm uma dieta rica em peixes, verduras, legumes, cereais integrais e azeite de oliva – base da alimentação mediterrânea.
E cuidado, o estilo de beber cerveja dos alemães e britânicos, em grandes quantidades e sempre acompanhada de petiscos gordurosos e calóricos, não tem benefícios para a saúde e ainda aumenta a barriga.

Texto e foto: Revista Galileu

domingo, 16 de janeiro de 2011

Brasil passa Alemanha e Rússia e é o 3º produtor mundial de cerveja


Por Graziela Reis - Estado de Minas

Que tomar uma que nada. No ano passado, os brasileiros pediram foram muitas e muitas cervejas. O resultado dessa sede toda, que cresceu por causa do aumento da renda no país, do calor e da Copa do Mundo, foi um aumento da ordem de 18% na produção nacional da bebida. Foram fabricados 12,4 bilhões de litros da loura servida gelada e tão apreciada de norte a sul do país, de acordo com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv). Os dados de 2010 ainda estão sendo fechados e podem sofrer uma pequena alteração, mas esse montante já dá ao Brasil um título inédito: de terceiro maior produtor de cerveja do mundo.

''Foi um salto impressionante. É um recorde histórico e, com ele, ultrapassamos a produção da Alemanha, que varia de 10,8 a 11,2 bilhões de litros, e a da Rússia, de 11,6 bilhões de litros'', afirma o presidente do Sindicerv, Gilmar Viana. A produção brasileira de cerveja agora só perde para a da China, com 35 bilhões de litros, e para a dos Estados Unidos, com cerca de 24 bilhões de litros.

Segundo Viana, a expansão da produção nacional é justificada principalmente pelas vendas no Norte e no Nordeste do país. ''Houve um alargamento do consumo'', diz. E, para atender essa alta na demanda, as indústrias chegaram perto do limite da capacidade de produção. Foi por isso também que os investimentos anunciados pelo setor em 2010 foram recordes. No ano passado, os aportes das cervejarias chegaram a R$ 5,4 bilhões, em expansões e construções de unidades, como a da Ambev em Sete Lagoas, na Região Central de Minas. Até então, a média anual de investimentos era da ordem de R$ 2 bilhões.

Os recursos já foram garantidos, mas as cervejarias estão suando para atender os pedidos deste verão. Esta época concentra 40% das vendas nacionais da bebida no país e a forte concentração da demanda está levando ao atraso nas entregas. ''Em dezembro a venda foi tão violenta que pedia 50 caixas e recebia 30. Agora, ainda deixam de mandar uma marca ou outra'', conta o proprietário do Bar do Doca, Jorge Lage. ''O pessoal está com o bolso mais folgado, o que dá tranquilidade para tomar mais cerveja'', observa. O apreciador da bebida Antônio Afonso, dono do Bar do Toninho, reclama que tem dia que ''falta cerveja''. ''As fábricas não estão dando conta de atender todo mundo'', afirma. Ele, inclusive, confessa que consumiu mais, no ano passado. ''Foi o calor'', explica. Segundo Viana, os resultados dos investimentos das cervejarias devem chegar ao mercado no segundo semestre, quando as entregas devem ser equilibradas.

Só a Ambev (Skol, Brahma, Antartica, Bohemia, Original, Polar e Serramalte) registrou uma alta de 14,1% no volume produzido entre janeiro e setembro do ano passado frente igual período de 2009, de acordo com os últimos dados divulgados pela gigante do setor no país. Em nove meses, sua produção atingiu os 6 bilhões de litros. ''Nosso desempenho no Brasil confirma que estamos na direção correta'', afirmou João Castro Neves, presidente da Ambev, durante a divulgação do balanço do terceiro trimestre de 2010.

Nas outras grandes empresas nacionais, a evolução não foi diferente. Paulo Macedo, diretor de Relações Corporativas da Heineken Brasil (Kaiser, Bavaria, Sol, Xingu, Summer Draft e Santa Cerva), conta que o crescimento da empresa em 2010 foi de 14,2%. ''Fatores como a maior renda disponível às famílias, o clima favorável, a manutenção da carga tributária garantiram um incremento no volume de comercialização dos nossos produtos na casa dos dois dígitos'', afirma.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Clube do Lp e Frei Tuck: Cerveja Vinil

O primeiro Clube do Lp de 2011 terá tema livre! Traga seu lp e tocaremos sua música preferida. A Vinil comemorará seu segundo ano de fermentação servido a premiada Baba O'Riley em garrafa e o refrescante chope Tropicália. Clique no cartaz e agende-se!

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Alguém me explica isso?

video
Bacana, só faltou o copo ser de vidro e o chope sair com um pouco mais de creme.

A lista de cervejas nacionais de Daniel Wolff



A capacidade de elaborar cerveja de qualidade não se restringe a países europeus. O Brasil tem se destacado na fabricação de cervejas artesanais e, a cada dia que passa, atrai mais a atenção dos consumidores em busca de novidade. Porém, quem tenta se iniciar na prática de degustação da bebida encontra um obstáculo: quais as cervejarias mais indicadas?
Para tentar responder a essa dúvida, e abranger todos os paladares, o especialista em cervejas Daniel Wolff, editor do site Mestre-Cervejeiro.com, ajudou a elaborar uma lista com a dez melhores cervejarias artesanais do país.
O sommelier tem como base o sabor do líquido elaborado em lugares como Dinamarca, Bélgica, Alemanha, Áustria e Inglaterra. "Nesses países, pude visitar as cervejarias, os bares e pubs mais famosos, conhecer de perto os estilos clássicos de cervejas e as harmonizações seculares", disse.
Ficou com água na boca? Veja a seleção das dez cervejarias artesanais de maior destaque no Brasil:
Cervejaria Escola Bode Brown (Curitiba, PR) - Cervejaria curitibana que nasceu com a ideia de conduzir cursos de "homebrewing", o passatempo de se fazer cerveja em casa também conhecido como cerveja na panela.
Cervejaria Bierbaum (Treze Tílias, SC) - A Bierbaum reproduz muito estilos típicos alemães. Existe uma cerveja deles que ainda está em fase de testes, feita pelo método "champenoise", mesma técnica de segunda fermentação na garrafa utilizada pelos vinhos espumantes da região de Champagne (França).
Cervejaria Way (Curitiba, PR) - Esta é uma cervejaria nova, mas aparece com força na cena de cervejas especiais. Teve muito destaque e comentários positivos no Festival Nacional de Cervejas de Blumenau, realizado em novembro de 2010.
Falke Bier (Ribeirão das Neves, MG) - Uma micro cervejaria mineira, administrada por uma família apaixonada e dissiminadora da cultura da bebida. Destaque para as cervejas Falke Bier Estrada Real IPA e Falke Bier Ouro Preto.
Colorado (Ribeirão Preto, SP) - Reproduzem estilos de cervejas tradicionais com uma pitada de Brasil, como a Colorado Caium (pilsen com mandioca), Colorado Apia (weiss com mel), Colorado Demoiselle (porter com café), Colorado Indica (IPA com raparua). São cervejas muito saborosas de preço acessíveis, fáceis de serem encontradas por todo o país.
Klein Bier (Campo Largo, PR) - Produz cervejas que até pouco tempo só eram encontradas nos bares da região. A boa notícia é que começaram envasar e a vender para os lugares especializados de todo o Brasil. O chope Stout da Klein, tirado com nitrogênio, forma uma espuma muito cremosa, não ficando atrás dos típicos stouts irlandeses.
Eisenbahn (Blumenau, SC) - Recentemente comprada pelo Grupo Schincariol, como aconteceu com a Devassa, no Rio de Janeiro. É facilmente encontrada e apresenta excelente custo benefício.
Wäls (Belo Horizonte, MG) - Outra micro cervejaria mineira de administração familiar. Reproduzem estilos belgas com sua própria assinatura, adicionando ingredientes. Destaque para a Wäls Quadruppel.
Dado Bier (Porto Alegre, RS) - Uma das pioneiras na questão de cervejas especiais no Brasil, em produção desde os anos 1990. Essa cervejaria gaúcha já teve uma filial em São Paulo (SP) e hoje mantém um complexo de bares e restaurantes em Porto Alegre, além de envasar e comercializar as suas cervejas para todo o país. Há alguns anos lançou uma cerveja tipicamente dos pampas, feita a partir de erva-mate, a Dado Bier Ilex, engarrafada em um copo que lembra a cuia de chimarrão.
Baden Baden (Campos do Jordão, SP) - Outra micro cervejaria adquirida pelo Grupo Schincariol, mas que ainda se mantém com a alma de pequena. Destaque para a Baden Baden Stout, uma cerveja internacionalmente premiada e que possui ótima qualidade de sabores e aromas de maltes torrados.
Fonte: Yahoo

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Levedura usada para fabricar cerveja é modificada e produzirá etanol!


Cientistas criam biocombustível de levedura


Um grupo internacional de cientistas anunciou ter conseguido obter geneticamente uma nova linhagem de levedura que se mostrou capaz de produzir etanol a partir do uso de mais tipos de açúcares de plantas.
Para produzir comercialmente combustíveis como o etanol, que no Brasil é derivado da cana-de-açúcar, microrganismos devem ser capazes de fermentar sacarídeos encontrados em vegetais, como glicose, xilose ou celobiose. O problema é que a maioria dos micróbios não consegue converter todos esses açúcares em combustível que possa ser produzido em escala.
No novo estudo, Yong-Su Jin, da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, e colegas, expandiram a capacidade natural da levedura Saccharomyces cerevisiae de fermentar glicose ao modificar geneticamente o fungo – que também é usado na produção de pão e cerveja – para que se tornasse capaz de transportar proteínas de outro tipo de levedura, a Pichia stipitis.
Embora as duas leveduras sejam da mesma família, apenas a Pichia stipitis é capaz de fermentar a xilose, açúcar derivado de madeiras e associado à celulose, afirma a Info.
A linhagem de levedura resultante se mostrou capaz de fermentar os três açúcares – glicose, xilose e celobiose – e, segundo a pesquisa, que será publicada esta semana no site da revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com a produção de muito mais etanol do que as linhagens naturais.
A levedura modificada também superou um problema de linhagens obtidas em pesquisas anteriores, que fermentavam açúcares pobremente mesmo na presença de glicose abundante. Segundo os autores da nova pesquisa, os resultados deverão ajudar no desenvolvimento de biocombustíveis avançados feitos a partir de matéria orgânica.
O artigo Engineered Saccharomyces cerevisiae capable of simultaneous cellobiose and xylose fermentation (doi/10.1073/pnas.1010456108), de Yong-Su Jin e outros, poderá ser lido em breve por assinantes da PNAS em www.pnas.org/cgi/doi/10.1073/pnas.1010456108.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

sábado, 8 de janeiro de 2011

Vinil estuda oportunidade de expansão!

Comboio de tonéis de cerveja complica o trânsito no Canadá

Carga provocou o fechamento de rodovias entre porto e fábrica em Toronto. Tonéis importados da Alemanha vão ser usados na fermentação da bebida.

Tonéis gigantes de cerveja com capacidade de 6 milhões de garrafas cada em sua jornada do porto canadense de Hamilton até fábrica da Molson Coors em Toronto na noite desta sexta-feira (6). O comboio provocou fechamento de estradas e causando interrupções temporárias da transmissão de energia elétrica no caminho. Os seis tonéis são importados da Alemanha e vão ser usados na fermentação da cerveja. (Foto: AP) Fonte: G1

Brassando a primeira Vinil de 2011

Contém 4-vinil-guaiacol.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Primeiro Clube do Lp de 2011!

A Cerveja Artesanal VINIL completa dois anos e será a cerveja promovida pelo próximo Clube do Lp. Depois de uma breve pausa em dezembro, o CLP retorna com boa música e boas cervejas no Frei Tuck Slow Beer. O tema musical será livre e, se quiser, você pode trazer seu lp preferido que nos encarregaremos de tocá-lo. Agende-se, toda última quinta-feira do mês!